Ações Integradas da Economia Solidária

O projeto tem como objetivo a ação conjunta entre o município e o IPR, para desenvolver e implementar ações integradas de economia solidária, relacionadas à organização sociocomunitária, formação, assessoria técnica e organização da produção e comercialização solidárias, como estratégia de promoção de desenvolvimento local e territorial sustentável, visando à superação da extrema pobreza, no âmbito do Programa Municipal de Fomento à Economia Popular Solidária do Município de Belo Horizonte.

A atividade engloba os territórios definidos pelo Programa BH Cidadania e de atuação dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) da cidade, nas Regiões do Barreiro e de Venda Nova e tem duração prevista de 24 meses, contados a partir de setembro de 2014. O convênio de cooperação mútua firmado entre o IPR e a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento/Secretaria Municipal Adjunta de Trabalho e Emprego, busca implementar uma metodologia focada na inclusão produtiva do público prioritário, no desenvolvimento e fortalecimento de iniciativas da economia solidária, sobretudo, buscando possibilitar a formatação de uma política pública caracterizada pela integração, pela transversalidade e plurissetorialidade da ação governamental, focada no desenvolvimento local e territorial sustentável como forma de combate à pobreza.

Seu público é composto por 100 empreendimentos solidários, e entre as atividades a serem desenvolvidas, estão: a formulação de planos de desenvolvimento territorial e cartilha pedagógica sobre a economia solidária; realização de seminários, formação, palestras e oficinas sobre a temática; assessoramento técnico por meio de diagnósticos rápidos participativos, estudos de viabilidade econômica, plano de negócio e planejamento estratégico dos grupos atendidos; elaboração de estudos sobre os aspectos jurídicos, tributários, contábeis e financeiros relacionados à estruturação, formalização, produção e comercialização; visitas técnicas; projetos de captação de recursos; criação de artes gráficas dos segmentos econômicos; cadastro do ponto fixo e a elaboração de um site de vendas de produtos dos empreendimentos solidários.

Comentários

Comentários