Capacitação de lideranças [Pindorama]

O objetivo central do Programa de Capacitação e Mobilização Social para Áreas de Desenvolvimento Social é viabilizar oportunidades de geração de renda e capacitação profissional para inclusão no mercado de trabalho, a partir da construção de processos formativos e produtivos que fortaleçam a qualificação profissional de mulheres da Região Noroeste de Belo Horizonte. A ideia é promover ações de sustentabilidade organizacional que visam combater a vulnerabilidade social.

Nesse território, destaca-se a microrregião formada pelos bairros Jardim Filadélfia, Pindorama e Glória – foco central desse projeto, e área com os indicadores sociais mais baixos da regional Noroeste. Durante as visitas iniciais do projeto, ficou clara a situação de vulnerabilidade, sobretudo das mulheres – confirmada em diagnósticos aplicados pelo IPR – e, como consequência, de filhos e demais dependentes.

Como instrumento de mobilização social, foram realizadas técnicas de Diagnóstico Rápido Participativo (DRP) a fim de subsidiar as ações voltadas à população dos bairros. Assim, priorizou-se as mulheres atendidas pelo Centro Integrado de Atendimento à Criança e ao Adolescente (CIAME Pindorama – Programa BH Cidadania). A capacitação deu ênfase a questões ligadas ao mercado de trabalho, políticas públicas, assistência social e capacitação em empreendedorismo, associativismo e cooperativismo. Foi inserido o debate da economia solidária e da cultura organizativa.

Dessa forma foi consenso que aliar as oficinas de produção que as mulheres já frequentavam a uma capacitação que lhes permitisse organizarem-se para gerar renda teria desdobramentos positivos. Um deles foi a inserção natural de temas ligados à realidade do público na realização das oficinas e a melhora na autoestima das participantes. Mulheres que se mostraram capazes de refletir sobre a própria realidade, planejar caminhos, apresentar opiniões distintas umas das outras e aprender coisas novas, passaram a se perceber enquanto sujeitos em sua comunidade e família.

Por último cabe destacar que a execução do programa teve como desdobramento o desenvolvimento de relações com a comunidade e com os órgãos públicos que atuam na região, o que possibilitou conhecer melhor a realidade vivida ali e, assim, atender de forma mais ampla às demandas observadas na comunidade.

 

Comentários

Comentários