Massacre de Ipatinga: quadro a quadro

Massacre de Ipatinga
Clique para ler

No dia 7 de outubro de 1963, a ação da Polícia Militar para conter um protesto em frente à Siderúrgica Usiminas findou-se em um saldo de oito trabalhadores mortos e 78 feridos, segundo inquérito policial militar. O Massacre foi o ponto de partida para uma história de luta e opressão que se estendeu por toda a Ditadura Militar e marcou a região do Vale do Aço mineiro. Nesta publicação, o jornalista Edvaldo Fernandes recriar essa história a partir de entrevistas feitas com sobreviventes do Massacre. São eles as vozes ora ocultas, ora reveladas, que narram a sua versão dos fatos. Fernandes também baseou-se em documentos e periódicos da época e construiu um texto que, em formato similar ao roteiro de um filme (daí o nome do livro), aproxima-se do jornalismo literário. A publicação é parte integrante do projeto Memória Operária do Vale do Aço.

Comentários

Comentários